Uber vai demitir 400 funcionários para enfrentar desaquecimento dos negócios

Cerca de 1,6% da força de trabalho global da instituição será atingida, com cortes no setor de marketing e comunicação

0
213
Uber vai demitir 400 funcionários para enfrentar desaquecimento dos negócios
Uber vai demitir 400 funcionários para enfrentar desaquecimento dos negócios

A empresa de transporte por aplicativo Uber afirmou que planeja cortar, a nível global,  o seu departamento de marketing. Tomada pelo presidente da instituição, Dara Khosrowshahi, a medida visa enfrentar o desaquecimento dos negócios.

Na segunda-feira (29), o CEO informou em e-mail aos contribuintes da entidade que cerca de 400 pessoas devem ser dispensadas.

“Hoje há uma sensação geral de que, embora tenhamos crescido rapidamente, desaceleramos”, escreveu Khosrowshahi, em e-mail revisado pela Bloomberg. “Isso é natural quando as empresas crescem, mas é algo que precisamos abordar, e rapidamente.”

As demissões atingem cerca de 1,6% da força de trabalho da corporação. Esta é a primeira reorganização significativa no setor de marketing e comunicação desde que Jill Hazelbaker assumiu o controle da divisão em junho, substituindo Rebecca Messina.

“Muitas de nossas equipes são muito grandes, o que cria sobreposição de trabalho, com tomadores de decisão sem clareza e que pode levar a resultados medíocres”, escreveu Khosrowshahi à equipe. “Estou aqui para ganhar uma corrida que realmente importa.”

A Uber abriu seu capital em maio deste ano. Atualmente, as ações são negociadas abaixo do valor da oferta pública inicial (IPO). Tanto a empresa, quanto sua rival Lyft, enfrentam pressão de investidores por conta de suas grandes perdas.

Por meio de sua assessoria de imprensa no Brasil, a Uber garante que os projetos voltados a cidade de Porto Alegre estão mantidos (é adotante do trecho novo da orla do Guaíba, por exemplo).

Fonte: UOL.

DEIXE UMA RESPOSTA